Descubra se realmente existe um paciente ideal para colocar Implantes

Na Medicina Dentária existem diferentes métodos, procedimentos e tratamentos que se destinam a melhorar a saúde oral das pessoas. Um desses tratamentos é a colocação de implantes dentários que tem vindo a evoluir ao longo do tempo, até se tornarem num dos procedimentos mais eficazes da atualidade.

Os implantes dentários são raízes artificiais criadas para substituir dentes ausentes, perdidos por qualquer razão. A principal característica é que se integram no osso ao ponto de se tornarem parte integrante da pessoa, convivendo de forma saudável e totalmente natural com todos os tecidos existentes na boca.

Colocam-se no maxilar ou na mandíbula e uma vez osteointegrados, servem de apoio a novas coroas, ou próteses, formando dentes completamente artificiais. O implante é a porção que fica localizada abaixo da gengiva, no osso, sendo posteriormente unido à coroa, a parte que se vê fora da gengiva, com a forma do dente, por um pilar, geralmente, aparafusado ao Implantes.

Trata-se de um tratamento altamente durável e muito recomendado, não obstante de algumas dúvidas que podem surgir na altura de decidir avançar com este procedimento.
Será que é possível de efectuar este tratamento em qualquer pessoa, ou existe um paciente ideal?

A realidade é que a maioria das pessoas é candidata à colocação de implantes dentários, sempre e quando a sua saúde está em condições favoráveis.

O fator idade, por exemplo, não é relevante e não representa nenhum ponto negativo.

As pessoas medicamente comprometidas, aquelas que , em qualquer cirurgia, por mais pequena que seja, colocam a sua vida em risco, não são candidatas a este tipo de intervenção, nem a qualquer tipo de cirurgia.

Outro ponto a ter em conta é a perda óssea severa, ou a osteoporose.

Alguém que apresente esta condição não se qualifica para o grupo de pessoas aptas a realizar o procedimento. Isto porque, estes tipos de perda óssea severa pressupõem a toma de medicação que pode interferir com a integração dos próprios implantes.

A perda de dentes há muito tempo provoca também a diminuição do osso disponível para a integração dos implantes, contudo, atualmente é possível regenerar os níveis de osso de forma a conseguir a estabilidade necessária para a reabilitação.

Pacientes fumadores, podem colocar implantes dentários, mas devem ter em conta que este é um fator de risco, tanto a curto como longo prazo para a manutenção dos mesmos. Neste sentido, o ideal é deixar de fumar previamente à colocação de Implantes.

Sendo um pouco mais restritos com a seleção dos pacientes ideais para a colocação de implantes, estes teriam de ser pacientes livres de doenças e pessoas com uma higiene oral adequada.

Contudo, esta seleção não os deixa de fora por completo, pois pode ser até um agente de mudança para novos hábitos de saúde oral.

É recomendável que, antes de realizar o procedimento, informar o médico dentista de todos os problemas de saúde do paciente.

Podem ser pedidas análises sanguíneas e outros exames pertinentes, para assegurar que não existem contraindicações ou para determinar tratamentos alternativos, caso não seja indicada a colocação de implantes dentários.

Por último, é também fundamental informar o médico sobre alergias a anestesia ou outros medicamentos.

Vantagens das pessoas que colocam Implantes dentários.

Quando um candidato é indicado para que se submeta a este tratamento poderá, entre outras coisas:

– Repos os dentes perdidos:

Com uma estabilidade similar ou até superior a de dentes naturais e evitará danificar os dentes que se mantém. Pode reabilitar a sua boca de forma funcional e estética com grande qualidade, precisão e sobretudo muita segurança.

– Obter a fixação das próteses removíveis.

É possível garantir a estabilidade de próteses semifixas com bastante durabilidade.

– Garantir que o osso se mantém em função e não existe perda de volume por reabsorção.

Desta forma evita a deterioração dos tecidos e o aspeto de uma cara envelhecida pela formação de rugas características da falta de dentes.

– Deixar de sentir dor.

Com os Implantes não sentirá dor e a inflamação como é habitual na utilização de próteses removíveis, por exemplo.

Concluindo, qualquer pessoa que tenha perdido um ou vários dentes, ou até mesmo toda a estrutura dentária pode inverter a situação com a colocação de Implantes que representam um tratamento durável cómodo e com uma taxa de êxito muito elevada.
O preço para a colocação de um implante depende de vários fatores como, o tipo, a marca e a técnica utilizada para a colocação.

Os implantes dentários são um símbolo no que toca ao avanço da medicina dentária e são fundamentais a devolver a estética e a funcionalidade aos pacientes que por algum motivo, perderam os seus dentes naturais e com eles a vontade de sorrir.
É vital alertar para a importância de conservar os seus dentes naturais através de uma correta higiene oral e hábitos de vida saudáveis, contudo, não se pode negar as vantagens deste tratamento inovador e em constante evolução para o bem estar do paciente.